Composé

Composé Lifestyle - Arquitetura e Inspiração

Dicas sobre revestimentos para banheiro

Pisos, porcelanatos e azulejos de diversas cores, formatos e modelos. Quando se trata de revestimentos para banheiro, possibilidades não faltam para deixar o espaço cheio de charme e personalidade, afinal, um dos cômodos mais usados da casa também merece ficar do jeito que você sempre sonhou.

E para que além de lindo, o ambiente também seja prático e funcional, a escolha ideal dos acabamentos faz toda a diferença. Por isso, hoje vamos falar sobre algumas dicas importantes para você levar em consideração na hora de escolher os seus revestimentos para banheiro.

Vamos começar pelo piso do ambiente. Tipologias como piso e porcelanato são as recomendadas para serem aplicadas no chão.

É preciso lembrar que revestimentos polidos (PO) e acetinados (AC) possuem uma superfície mais lisa, mas isso não restringe o seu uso tanto na parte externa, quanto na parte interna do box. Os tapetes antiderrapantes podem ser um recurso extra caso você ache interessante e não queira abrir mão de toda a elegância do brilho ou do toque suave que estes acabamentos proporcionam.

Revestimentos com superfícies texturizadas dão mais segurança ao caminhar, mas é importante ter em mente que tanto o acabamento natural (NA), quanto o resistente ao escorregamento (EXT), são mais rugosos e mesmo resultando em um visual incrível tendem a acumular sujeira com mais facilidade.

Você sabia que nas paredes pode utilizar o mesmo revestimento do piso? Para criar um visual mais moderno mescle acabamentos, formatos e até mesmo variações de cores de um mesmo produto! Porcelanatos podem inclusive serem usados em nichos e bancadas cheias de estilo.

Atenção especial para a área do box que precisa de limpeza regular pelo acúmulo de gordura e impregnação de sabonetes, shampoos e outros produtos de higiene. A lógica é bem parecida com a do piso, quanto mais lisos os revestimentos, mais fáceis de limpar.

Evite azulejos com efeitos metalizados, granilhas e trabalhos artesanais, pois estas decorações possuem restrições quanto ao uso de materiais de limpeza podendo sofrer eventuais ataques químicos que danificam os revestimentos caso não sigam instruções adequadas de manutenção.

Todas as dicas também são mais do que válidas para ambientes comerciais, mas no caso de lojas, supermercados, consultórios e outros estabelecimentos de atendimento ao público os revestimentos devem ainda atender a NBR 15.575, norma que exige a classe de atrito II para áreas molháveis e molhadas. Você encontra esta classificação no nosso site e também nas embalagens dos revestimentos.

Fonte: Blog Eliane