Composé

Composé Lifestyle - Arquitetura e Inspiração

Ballet fitness

Parece uma aula de balé como outra qualquer: música clássica, homens e mulheres de sapatilha fazendo exercícios em uma barra próxima a um espelho. Mas eles ao invés de dançar, eles malham. Trata-se do balé fitness, uma modalidade que usa os movimentos da dança clássica como forma de malhação. A aula mescla os passos da dança a alguns exercícios convencionais, como abdominais e flexão de braços.


Uma aula diferente, que mescla passos técnicos do ballet clássico com exercícios de agachamento, abdominais e flexões. Assim é o ballet fitness, modalidade criada há 22 anos pela professora Betina Dantas. O grande foco dessa prática é o aumento no número de repetições e no tempo de isometria e sustentação muscular nos exercícios.

 

Além de queimar muitas calorias (cerca de 790 calorias em apenas meia hora para quem já está no nível avançado ou mais de 1500 calorias em uma hora de exercícios), a aula de ballet fitness promove, consequentemente, a perda de peso e definição muscular. O gasto calórico foi embasado em um teste realizado por um profissional de medicina esportiva, que monitorou uma aula e constatou todos os benefícios do ballet fitness.

 

Para praticar o ballet fitness não é necessário ter conhecimentos de ballet. A diferença é que, quem já pratica, vai acompanhar a aula mais rapidamente. O ideal é que o aluno faça de duas a três aulas por semana. A prática só não é indicada apenas para pessoas muito lesionadas, que precisam tomar cuidados e conversar com o seu médico antes de começar.