Como incorporar a arquitetura sustentável nos seus projetos?

Por Compose / 11.07.2019
Como incorporar a arquitetura sustentável nos seus projetos?

O número de pessoas que escolheram adotar um estilo de vida consciente em relação ao meio ambiente tem crescido muito. Assim, a sustentabilidade é um assunto em pauta em diversas áreas e não seria diferente com a arquitetura. Os profissionais com especialidade em arquitetura sustentável ganham grande destaque no setor.

O número de pessoas que escolheram adotar um estilo de vida consciente em relação ao meio ambiente tem crescido muito. Assim, a sustentabilidade é um assunto em pauta em diversas áreas e não seria diferente com a arquitetura. Os profissionais com especialidade em arquitetura sustentável ganham grande destaque no setor.

Os projetos mais valorizados seguem essa linha, tanto no sentido de poupar o meio ambiente quanto de proporcionar mais qualidade de vida aos moradores. O objetivo é contemplar a otimização dos recursos naturais em seu desenvolvimento e minimizar o impacto ambiental provocado pela construção e reforma das obras.

Isso deve começar na construção e se estender à rotina dos usuários. Se você deseja se tornar referência na área e ser reconhecido com um profissional que agrega criatividade, modernidade e ecologia, precisa estar por dentro dessa tendência. Veja, a seguir, algumas práticas que devem ser adotadas!

Escolha os materiais corretos

arquitetura sustentável

É fundamental que os elementos utilizados na execução das obras sejam produzidos de forma a preservar a natureza. Por isso, há empresas que adotam a sustentabilidade em todas as etapas de produção.

Então, verifique as matérias-primas utilizadas e dê preferência às ecologicamente corretas. Além da madeira de reflorestamento, há materiais feitos a partir da reciclagem, como estruturas de bagaço vegetal e cimento de resíduos industriais.

Outro ponto importante a ser considerado são os acabamentos. Em seu projeto, utilize os que são fáceis de limpar, pois economizam água e produtos de limpeza. O porcelanato, por exemplo, é um material que alia beleza e facilidade na higienização. Outro ponto importante é o fato de ter textura e aparência da madeira sem a necessidade do desmatamento.

Desse modo, ele pode ser utilizado não só no piso, como também no revestimento das paredes, bancadas e na fabricação de móveis, como mesas, bancos e estantes.

Aposte na energia solar

A utilização de energia solar tem sido extremamente lucrativa no setor da construção civil. Além disso, o consumidor final também é beneficiado, pois o sistema se paga em poucos anos e, após isso, há muita economia.

Os imóveis que têm painéis solares ou células fotovoltaicas obtêm um desconto significativo na conta de luz. Ainda, há a possibilidade de gerar créditos energéticos com a concessionária de distribuição de energia.

Otimize a utilização dos recursos naturais

arquitetura sustentável

Para que um projeto esteja de acordo com o conceito de arquitetura sustentável é preciso que englobe fatores naturais, como luz natural e circulação de ar. Isso promove a economia na manutenção do imóvel e minimiza os impactos causados pela utilização de energia elétrica.

O telhado verde é uma das maneiras de diminuir custos com energia. Além de embelezar e trazer o frescor e vida das plantas à residência, ajuda na climatização, diminuindo o uso de ar-condicionado e ventiladores.

Preze pela destinação correta dos resíduos da obra

Independente do tamanho de uma obra ela sempre gera uma quantidade considerável de resíduos. O importante é lembrar que alguns deles podem ser reaproveitados na própria construção ou em outro projeto de arquitetura. E, o que não puder ser reutilizado, deve ter a destinação correta.

Uma boa opção é o encaminhamento para cooperativas de reciclagem. Afinal, de nada adianta erguer grandes edifícios que ofereçam uma vida sustentável aos moradores se a própria construção desperdiça recursos.

Possibilite o reúso de água

Uma maneira bastante eficaz de colaborar com a proteção ambiental é reutilizar a água consumida em um imóvel. Um bom exemplo é destinar a água utilizada no banho ou máquina de lavar para reúso na descarga do banheiro. Outra opção é captar a água da chuva, que pode ser usada em inúmeras tarefas, como a rega de jardim ou limpeza geral.

Como você viu, não é difícil seguir o conceito de arquitetura sustentável na elaboração de projetos. Ao apostar nessa prática, certamente você terá mais destaque na área, será visto como referência e desenvolverá projetos cada vez mais valorizados, especialmente para os clientes mais exigentes.

 

 

FontE: Blog Biancogrês